LINHA DO TEMPO

Mas é preciso escolher. Porque o tempo foge. Não há tempo para tudo. Não poderei escutar todas as músicas que desejo, não poderei ler todos os livros que desejo, não poderei abraçar todas as pessoas que desejo. É necessário aprender a arte de “abrir mão” – a fim de nos dedicarmos àquilo que é essencial.

Rubem Alves
2009 - Ínicio
OSC com atuação histórica em programas de empreendedorismo socioambiental para geração de renda, principalmente para mulheres em situação de vulnerabilidade social, com utilização de resíduos como PET, E.V.A. e outros elementos. Nasce em 2009 inicialmente denominada Associação Cultural Poços de Caldas – ACPC.
2009 - Ínicio
2009 - 2012
Criou eventos de impacto socioambiental, como o Natal Encantado de Poços de Caldas, que promoveu a mobilização de vários artistas locais na consolidação do evento como indutor turístico e resultado no desenvolvimento local. O Natal Encantado teve 90% de iluminação em LED, o que garantiu economia de energia e segurança. Além da valorização dos prédios históricos e preservação da cultura regional
2009 - 2012
2011
A OSC participou ativamente das políticas públicas para mulheres, através do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher em Poços de Caldas, tendo como destaque a estruturação do PAEFI/Mulher no CREAS (Centro de Referência Especializada de Assistência Social). Como impacto dessas ações, em 2011, o município de Poços de Caldas ganhou destaque como articulado, dentre apenas dois municípios de Minas Gerais, no Plano Nacional de Políticas Públicas para Mulheres. Criou-se a rede de proteção às mulheres.
2011
2012
A partir de 2012, iniciou-se um período de pesquisas sobre o desenvolvimento local sustentável através de estudo de modelo cooperativista e de formação feminina de empreendimentos, principalmente dos que atuam no setor de gestão de resíduos como óleo de cozinha.
2012
2017
Por meio de estudos de economia solidária, de negócios sociais de impacto e de políticas públicas, a OSC se define em 2017, através do convite da Delegacia da Mulher de Poços de Caldas, para gerir um grupo de mulheres vítimas de violência doméstica como propulsora de empreendimentos socioambientais como proposta de gerar renda através da logística reversa com resíduos têxteis.
2017
2018
Em 2018, a ACPC, passa a se chamar INSTITUTO ARVORECER, com ampliação de seu objeto social, antes apenas cultural, para a causa socioambiental voltada ao compromisso do desenvolvimento humano sustentável, por meio da facilitação de processos que promovam a transformação do ser e do incentivo aos empreendimentos socioambientais.
2018
2019 - 1º Semestre
Janeiro
Encerramento da participação no curso de Empreendedorismo Socioambiental do Instituto Auá em Sorocaba/SP.
2019 - 1º Semestre
Fevereiro
Início da participação junto ao CSA - Comunidade que sustenta a agricultura.
Março
#PodemosMais - Corrida da Mulher - participação com apresentação do Instituto Arvorecer na Câmara Municipal para grupos femininos e com a presença da atleta Giovanna Martins Arvorecer Jornada da Mulher - Roda de Conversa - com várias mulheres formadoras de opinião Vivência através da dança circular. Composição como membro da Comissão Municipal de Apoio à Coleta Seletiva de Resíduos Sólidos de Poços de Caldas – atual Início da formação Jornada Emancipa - Organizações Sociais Mais Empreendedoras promovido pela A Guarda Chuva (até julho/2019).
Abril
Participação do Seminário “Terceiro Setor: Ferramenta para Desenvolvimento Econômico e Social” com Takashi Yamauchi no Instituto Federal Sul de Minas. Participação na 2.ª Conferência Beneficente de Negócios com o tema “Organização Viva - Uma Nova Perspectiva Sobre a Evolução dos Negócios” com Gustavo Bonafé e o “Segredo dos empresários de sucesso” com a HowZ - Local: Sindicomércio. Desenvolvimento Pessoal com terapias integrativas com a coach Débora Kelly no Clube dos Empresários no Solve Campus. Participação da intervenção “A gaiola, a mordaça e a flor” da Cia Consious Dementia que abordou o tema sobre a violência contra a mulher na Câmara Municipal. Evento projeto #PodemosMais. Realização da palestra da autora Vanessa Ratton que apresentou sua obra “Meus primeiros Versos” do #MulherioDasLetras movimento de inclusão de mulheres ao mundo da literatura para os alunos do Ensino Fundamental 2 do Colégio Poliedro.
Maio
Aprovação do projeto “Futuridade FabLab de Empreendedorismo Social” pelo Edital 01/19 Contrato n.º 009-SMPS/2019 da Secretaria Municipal de Promoção Social (até outubro/2019). Participação na V Jornada Temática do curso de Relações Internacionais da PUC campus Poços de Caldas - MG, sobre relações mais justas de sustentabilidade.
Junho
Participação no Seminário “Turismo Inteligente” no Pálace Casino. Realização da Mostra de Cinema Socioambiental “Planeta Doc” para escolas municipais do Ensino Fundamental 2, com a apresentação do Documentário “Bag It” no Cinema Ultravisão Realização do 1.º Bazar Solidário. Participação na Conferência Beneficente de Negócios com Luís Serra: Excel e Power BI como ferramentas de inteligência empresarial e Erich Abade Schultz: Como alcançar clientes, diferenciação, preço, educação de mercado, informação, autoridade, tipos de clientes, tipo de oferta. Local: Sindicomércio. Aprovação do projeto para pré-incubação na UNIFAL - NIDUSTEC - comportamento empreendedor e formação de redes. Open Space Technology - metodologias ativas participação no Programa ECOA.
2019 - 2º Semestre
Julho
Aderência como Representante Regional do Fashion Revolution - movimento mundial que trata das relações justas no mercado de trabalho, consumo consciente, resíduos sólidos e outros temas (atual). Realização do 2.º Bazar Colaborativo Circulô - com a proposta de implementar o conceito de consumo consciente. Elaboração e entrega do projeto “ECCOTÊXTIL - Recicladora Têxtil” para o Instituto Alcoa
2019 - 2º Semestre
Agosto
Participação do encerramento das atividades do programa “Novo Ciclo” da Danone que apoia cooperativas e associações de catadores de resíduos sólidos. 3.º Bazar Colaborativo Circulô para estímulo ao consumo consciente e geração de renda. TALKS Consumo & sustentabilidade - roda de conversa promovida pelo Instituto Arvorecer/Fashion Revolution na MIA - Mostra Integrada de Artes no recinto das Thermas Antônio Carlos.
Setembro
Participação do “Café com Atitude”, evento do Instituto Lixo Zero Brasil, no Complexo Cultural da Urca. Realização em parceria com a Câmara Municipal IF Sul de Minas do “Encontros para Transformação Social” - tema “Lei Municipal de Responsabilidade Social e Ambiental” com o palestrante Takashi Yamauchi. Pitch apresentação encerramento pré-incubação UNIFAL - NIDUSTEC com plano de negócios. Participação de tutoria no projeto “Musas Sabores” do Coletivo Conexão Musas que atende mulheres em situação de vulnerabilidade social. Facilitação de processos com metodologia Dragon Dreamming para mulheres em situação de empoderamento com o coletivo Conexão Musas, no SESC em São José dos Campos, SP. Mutirão de Limpeza na Floresta de Bolso da Av. Irradiação durante o Giro Sustentável juntamente com APS, Instituto Lixo Zero, Planeta Solidário e cooperativas e associações de catadores.
Outubro
Realização em parceria com a Câmara Municipal IF Sul de Minas do “Encontros para Transformação Social” - tema “Balanço social e ambiental” com o palestrante Takashi Yamauchi. Participação no Fórum Fashion Revolution na Unibes Cultural em São Paulo. Facilitação de processos com metodologia Dragon Dreamming para mulheres em situação de empoderamento com o coletivo Conexão Musas, no SESC em São José dos Campos, SP. Celebração encerramento do projeto “Futuridade FabLab de Empreendedorismo Social” pelo Edital 01/19 Contrato n.º 009-SMPS/2019 da Secretaria Municipal de Promoção Social. Participação com palestra “Consumo consciente”, durante o evento Semana Lixo Zero “Um por todos e todos por Zero”, na UNIFAL. Organização de plano de trabalho 2019. Construção da maquete agroecológica no Programa ECOA.
Novembro
Evento de encerramento dos projetos do Edital 01/19 da Secretaria Municipal de Promoção Social com a participação do Instituto Arvorecer com o projeto “Futuridade FabLab de Empreendedorismo Social” pelo Contrato n.º 009-SMPS/2019. Realização em parceria com a Câmara Municipal IF Sul de Minas do “Encontros para Transformação Social” - tema “Captação de recursos para o Terceiro Setor” com o palestrante Takashi Yamauchi. Aderência à RME - Rede Mulher Empreendedora com função de Embaixadora no Sul de Minas para fomentar mulheres ao empreendedorismo. Participação da Semana Global de Empreendedorismo no SEBRAE com as palestras de Symon Hill “Empreender, a arte de ganhar a vida” e Erick Shultz “Sucesso é uma decisão”.
Dezembro
Aderência à ONU-HABITAT/COLAB como Embaixadora do programa Cidades Sustentáveis. Realização em parceria com a Câmara Municipal IF Sul de Minas do “Encontros para Transformação Social” - tema “Planejamento e Plano de Trabalho” com o palestrante Takashi Yamauchi. Finalização da elaboração de projetos para 2020. Encerramento com Assembleia Geral Extraordinária com a apresentação do trabalho do exercício de 2019 e plano de trabalho com plano de ação para 2020.
2020
Desenvolvimento e participação em projetos com o intuito do enfrentamento da pandemia do Covid-19.
Execução do Projeto Heróis Usam Máscaras nas cidades de São Paulo e Poços de Caldas, coordenado pelo Instituto Rede Mulher Empreendedora, para geração de renda para mulheres em situação de vulnerabilidade social através da fabricação de mascaras.
Participação na Chamada Pública N° 025-SMAGP/2020: Projeto Salva Vidas – Máscaras de Proteção, para fornecimento de máscaras de tecido para uso da população em situação de vulnerabilidade socioeconômica e servidores públicos para contenção do contágio pela Covid-9.
Criação do Projeto Balaio Literário com o objetivo de propocionar momentos de aprendizagem e diversão em família através da distribuição de livros e atividades pedagógicas para crianças de 0 a 10 anos. Participação de toda a equipe em Consultoria - FGV
2020

OSC (Organização da Sociedade Civil)  com atuação histórica em programas de empreendedorismo socioambiental para geração de renda, principalmente para mulheres em situação de vulnerabilidade social, com utilização de resíduos como PET, E.V.A. e outros elementos. Nasce em 2009 inicialmente denominada Associação Cultural Poços de Caldas – ACPC.

Criou eventos de impacto socioambiental, como o Natal Encantado de Poços de Caldas (2009-2012), que promoveu a mobilização de vários artistas locais na consolidação do evento como indutor turístico e resultado no desenvolvimento local. O Natal Encantado  teve 90% de iluminação em LED, o que garantiu economia de energia e segurança. Além da valorização dos prédios históricos e preservação da cultura regional.

A OSC participou ativamente das políticas públicas para mulheres, através do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher em Poços de Caldas, tendo como destaque a estruturação do PAEFI/Mulher no CREAS (Centro de Referência Especializada de Assistência Social). Como impacto dessas ações, em 2011, o município de Poços de Caldas ganhou destaque como articulado, dentre apenas dois municípios de Minas Gerais, no Plano Nacional de Políticas Públicas para Mulheres. Criou-se a rede de proteção às mulheres.

Em parceria com a Secretaria de Saúde de Poços de Caldas, várias campanhas de conscientização à prevenção do câncer de mama e do colo de útero foram realizadas, com mais de 3.000 mamografias e exames de Papanicolau feitos.

Como contribuição à construção do Plano Nacional de Resíduos Sólidos, através da Secretaria de Serviços Públicos da mesma cidade, elaborou-se o Termo de Ajuste de Conduta (TAC) do Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos.

A partir de 2012, iniciou-se um período de pesquisas sobre o desenvolvimento local sustentável através de estudo de modelo cooperativista e de formação feminina de empreendimentos, principalmente dos que atuam no setor de gestão de resíduos como óleo de cozinha.

Por meio de estudos de economia solidária, de negócios sociais de impacto e de políticas públicas, a OSC se define em 2017, através do convite da Delegacia da Mulher de Poços de Caldas, para gerir um grupo de mulheres vítimas de violência doméstica como propulsora de empreendimentos socioambientais como proposta de gerar renda através da logística reversa com resíduos têxteis.

Em 2018, a ACPC, passa a se chamar INSTITUTO ARVORECER, com ampliação de seu objeto social, antes apenas cultural, para a causa socioambiental voltada ao compromisso do desenvolvimento humano sustentável, por meio da facilitação de processos que promovam a transformação do ser e do incentivo aos empreendimentos socioambientais.